Artista goiano colabora com a TV Globo para criação da abertura do especial “Mães do Brasil”

Postado em: 22-11-2021 às 17h13
Por: Giovana Andrade
Documentário que será exibido no dia 1º de dezembro é inspirado em projeto social da Cufa e mostra histórias inspiradoras de mães que vivem em diferentes favelas do país. | Foto: Divulgação

O especial “Mães do Brasil”, produção inédita da Favela Filmes e KondZilla Filmes que será exibida pela Globo no dia 1º de dezembro, contará com a colaboração do artista visual goiano Hal Wildson. Sua produção artística, especificamente a série e pesquisa “República da Desigualdade – Meritocracia seja Louvada”, será base para a concepção da abertura do documentário.

A produção audiovisual mostra histórias inspiradoras de seis mães que vivem em diferentes favelas do país, diante do desafio de sobreviver na pandemia de Covid-19. O programa é inspirado pelo projeto social Mães da Favela, da Central Única das Favelas (Cufa). Além de serem mães, a maioria solo, essas mulheres têm em comum a luta pela sobrevivência aliada às ações de solidariedade, que as ajudaram em um cenário que se tornou ainda mais difícil com a pandemia.

Hal Wildson conta que foi uma honra receber o convite para colaborar com o documentário, e explica sobre a produção artística escolhida: “A minha obra “República da Desigualdade” é uma denúncia sobre o mito da meritocracia, é um absurdo imaginar que em plena pandemia o número de bilionários cresceu no Brasil e que cresceu ainda mais a fome, a miséria, a desigualdade. Precisamos lutar por um Brasil mais justo, um Brasil que nunca permita uma mãe ver o filho passando fome”.

Na produção, as fotografias se “vestem” da carga simbólica da cédula de R$ 100 e do valor de “0 Real”, uma metáfora direta à promessa ilusória da meritocracia. A obra usa como significado a dicotomia do “real e o irreal” ou a “promessa e a ilusão” ao criar uma moeda maior do que o tamanho original e que possui um dos lados vazios.

As imagens que ilustram a produção são derivadas de fotomontagens, fotografias de arquivo nacional, fotografia autoral e registros da infância do artista, e o trabalho completo está disponível no site de Hal Wildson.

“Mães do Brasil” tem direção de Kelly Castilho e John Oliveira e roteiro de Maria Shu. A supervisão artística é de Rafael Dragaud, e a direção de gênero, de Mariano Boni. A abertura do especial tem direção geral de Christiano Calvet e direção de criação de Ricardo Moyano.

Compartilhe: