Técnico exalta condição física do Atlético

Postado em: 29-06-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Marcelo Cabo concede folga para os jogadores e elogia a vontade deles de se doar pelo clube

Felipe Bonfim

Vice-líder do Campeonato Brasileiro da Série B com 25 pontos, o Atlético finalmente pôde descansar. Ao final de 47 dias ininterruptos de trabalho, o elenco rubro-negro finalmente teve folga ontem e só hoje pela manhã retoma as atividades visando o confronto com o Náutico, no próximo sábado.

Foram 12 jogos nesse período, uma média de uma partida quase a cada quatro dias. A condição física do grupo durante a “maratona” foi fundamental para o clube campineiro manter o bom aproveitamento e seguir forte na zona de classificação para a elite do futebol brasileiro.

Apesar de reconhecer que os atletas sentiram o desgaste, o técnico Marcelo Cabo exalta a questão física e elogia a vontade dos jogadores neste momento que exige sacrifícios.

“Os jogadores merecem muito isso que está acontecendo. Nos últimos jogos nós sentimos que eles estão cansados, que a parte física não é a mesma devido ao acúmulo de jogos. Mas também vejo a vontade de cada um em se doar e ajudar o Atlético, em conseguir fazer o melhor trabalho para o clube”, disse.

O treinador rubro-negro reclamou do calendário nacional. Em apenas nove dias – de 18 a 27 de junho – o Dragão enfrentou CRB-AL, no Estádio Serra Dourada, Avaí, em Florianópolis-SC, Paysandu, em Belém-PA e voltou a Goiânia onde recebeu o Criciúma.

“Se você olhar o Matheus (Ribeiro) no vestiário, o menino está desfigurado. Ele e mais uns três ou quatro. Nós jogamos quatro jogos em nove dias, isso é desumano. Sou um cara que gosto de jogar e que minha equipe jogue, mas atuar quatro vezes em nove dias e cruzando o país. Nosso jogo ainda foi antecipado e perdemos mais um dia de recuperação”, afirmou.

No duelo de sábado, Marcelo Cabo comemora o retorno do atacante Gilsinho, que cumpriu suspensão automática e fica novamente à disposição. O lateral-esquerdo Romário, lesionado, ficará pelo menos três semanas fora dos gramados. 

Compartilhe: