Brasil briga por vaga no G4

Seleção encara Colômbia, em Manaus, no primeiro jogo de Tite em solo nacional e pode subir alcançar a vice-liderança das Eliminatórias

Postado em: 06-09-2016 às 06h00
Por: Redação
Seleção encara Colômbia, em Manaus, no primeiro jogo de Tite em solo nacional e pode subir alcançar a vice-liderança das Eliminatórias

Felipe Bonfim

O incômodo de estar fora da zona de classificação para a Copa do Mundo da Rússia de 2018 pode chegar ao fim hoje para o Brasil. A seleção recebe a Colômbia, às 21h45, na Arena da Amazônia, em Manaus-AM, em duelo válido pela 8ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, e depende apenas de uma vitória para ultrapassar o adversário e se colocar no G4 da competição.

Com 12 pontos conquistados, os brasileiros ocupam o quinto lugar – que garante ida à repescagem contra representante da Oceania –, mas avançam ao G4 se vencerem o adversário desta noite, que soma 13. Na melhor combinação de resultados possível, a equipe nacional fecha a rodada na vice-liderança,

Continua após a publicidade

Um dos três veteranos que integraram o grupo que disputou as Olimpíadas do Rio de Janeiro, Renato Augusto acredita que o confronto desta noite será bem diferente daquele pelas quartas de final dos Jogos – o Brasil venceu por 2 a 0, com gols de Neymar e Luan. O volante prevê partida mais disputada nos aspectos táticos e técnicos e menos no físico.

“Acho que será um jogo equilibrado. A Colômbia tem estilo de jogo parecido com o nosso, não vai chegar só para se defender. São jogadores de alto nível, normalmente eles saem um pouquinho mais para o jogo. Acho que será diferente da Olimpíada, que foi um jogo brigado. Esse será mais jogado, mais bonito de se ver. Acredito que será um grande jogo”, disse.

Sem nenhum problema para escalar a equipe e confiante no que foi apresentado em sua estreia, o técnico Tite irá repetir em Manaus a formação da vitória sobre Equador, por 3 a 0, fora de casa, na última quinta-feira. A manutenção do onze titular é considerada pelo atacante Gabriel Jesus como fundamental para a evolução do time.

“Acho muito importante. Além do ritmo, vamos pegando confiança e também vamos nos conhecendo melhor. Fica mais fácil entrar em campo e fazer o que o professor pede. Continuidade ajuda bastante e fica mais fácil de fazer as coisas”, afirmou.

Rivalidade

Além do confronto nas Olimpíadas, Brasil e Colômbia se enfrentaram outras duas vezes recentemente, sempre em jogos “quentes”. Os colombianos venceram por 1 a 0 na Copa América em 2015 e, por confusão após a partida, Neymar foi expulso. Os brasileiros bateram os adversários por 2 a 1 na Copa do Mundo de 2014, partida em que o principal atacante brasileiro acabou lesionado por Zuñiga e se despediu da competição de forma inesperada.

Peça importante no esquema de José Pekerman, o meia Cuadrado reconhece que a rivalidade tem crescido recentemente, mas avisa que seus companheiros tentarão evitar novos problemas. “Não cairemos em provocações. Vamos procurar segurá-los, porque jogadores de alto nível sempre trazem perigo”, concluiu.

Ficha técnica:

Jogo: Brasil x Colômbia
Local: Arena da Amazônia, às 21h45, em Manaus-AM. Árbitro: Patrício Loustau (Argentina). Assistentes: Iván Nuñez (Argentina) e Gustavo Rossi (Argentina)
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto; Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite
Colômbia: David Ospina, Stefan Medina, Óscar Murillo, Jeison Murillo e Farid Díaz; Daniel Torres, Carlos Sánchez, Macnelly Torres, Luis Muriel e James Rodríguez; Carlos Bacca. Técnico: José Pekerman

Veja Também