Grêmio Anápolis chega a semifinal e jogará pela primeira vez a Série D, em 2022

Postado em: 03-05-2021 às 15h55
Após dezessete anos, equipe voltará a disputar uma competição nacional, agora como Grêmio Anápolis | foto: Diogo Moura / Comunicação GEA

Victor Pimenta

O Grêmio Anápolis conquistou um feito enorme em sua história ao vencer o Iporá no último sábado e se classificar para as semifinais do Goianão. De quebra a raposa ainda se garantiu no Campeonato Brasileiro da Série D de 2022.

Grêmio Inhumense

Fundado em março de 1999, hoje Grêmio Anápolis, o clube atendia pelo nome de Grêmio Inhumense. A equipe em seu pouco tempo de história, alcançou o feito inédito em 2005 de jogar uma divisão nacional, até então, a Série C. Como não existia a quarta divisão na ocasião, os dois melhores goianos atuavam na terceira e foram o caso de Grêmio e Mineiros.

O Grêmio Inhumense que tinha como diretor de futebol, Adson Batista, hoje presidente do Atlético Goianiense, ajudou a equipe a chegar na Série C, mas a campanha não foi das melhores, caindo ainda na primeira fase em que além do Mineiros, tinham Ceilândia e Paranoá, representando o Distrito Federal.

Grêmio Anápolis

Inativo por três anos (de 2008 à 2010), o Grêmio então agora sediado em Anápolis, retornou ao cenário profissional na terceira divisão. Em seu primeiro ano, campeão da competição estadual. E um ano depois, conseguiu o rápido acesso à elite goiana. Ficou por três anos, batendo na trave em 2013, quando alcançou o quinto lugar.

Após sua queda em 2015, ficou por dois anos na Divisão de Acesso, se sagrando campeão em 2017 e desde lá, nunca mais retornando à segunda divisão. Desde que o formato mudou, a raposa ainda não tinha alcançado o mata-mata do Goianão, que foi conquistado na atual temporada, sob o comando de Cléber Gaúcho.

Com um excelente começo de temporada, tendo vencido sete partidas e somado apenas três derrotas, o Grêmio Anápolis foi segundo lugar do grupo A, atrás somente do Atlético, adversário do próximo jogo. Nas quartas-de-final, um adversário difícil, o Iporá. O primeiro jogo no Ferreirão terminou 0 a 0 e a decisão indo para o Jonas Duarte. Após um primeiro tempo também sem gols, Matheus Martins e Lucas Gabriel fizeram os gols que tranquilizaram a equipe e o torcedor, classificando assim pela primeira fez para as semifinais do Goiano desde a mudança de nome e de sede. De quebra, conquistando a vaga inédita no Brasileiro da Série D em 2022, juntamente ao lado de Aparecidense e Anápolis. Agora a equipe sonha com voos maiores e nesta terça-feira, recebe o Atlético Goianiense, no estádio Jonas Duarte, às 16h00. A partida é válida pelo primeiro jogo da semifinal do Goianão.

Por: Victor Pimenta
Compartilhe: