Reforço para a sequência da temporada, Marlone é apresentado pelo Vila Nova

Postado em: 22-06-2022 às 14h35
Por: Breno Modesto
O meia-atacante Marlone já treina com o restante do elenco colorado desde a semana passada | Foto: Roberto Corrêa/Vila Nova FC

Primeiro reforço anunciado para a sequência da temporada, o meia-atacante Marlone foi oficialmente apresentado pelo Vila Nova. No início da tarde desta quarta-feira (22), o jogador concedeu sua primeira entrevista coletiva pelo novo clube. Sem atuar desde o fim do ano passado, quando defendia as cores do Brusque, o atleta retorna ao Estado de Goiás três anos depois de ter defendido o arquirrival do Colorado.

De acordo com o próprio Marlone, vários fatores o influenciaram a acertar com o Tigre, entre eles o fato do clube ser de tradição, de ter uma grande história, por conta dos jogadores experientes que fazem parte do elenco, como o volante Ralf e o meia Wagner, e também por conta de uma conversa que ele teve com a diretoria vilanovense.

“O Vila Nova é um clube de tradição, que tem uma história. E também pelos jogadores experientes que estão aqui, como o Ralf e o Wagner, assim como os outros. E eu também tive uma conversa bem franca com a diretoria, que me falou sobre as circunstâncias do clube. E eu gostei de vir e vestir essa camisa, de tradição. E foi por isso que eu aceitei estar aqui vestindo essa camisa. Para mim, é um momento feliz, de gratidão. Estou vindo muito empolgado e espero dar uma resposta dentro de campo”, disse Marlone.

Sobre seu período de inatividade, Marlone cita sua espera por uma proposta do exterior, que acabou não se concretizando. Apesar disso, o meia-atacante diz que, na medida do possível, seguiu treinando, mesmo sem time. Quanto à sua passagem pelo Brusque, onde disputou apenas seis jogos, o jogador diz que tinha intenção de ter “minutagem” e uma sequência de partidas, o que acabou não acontecendo.

Realmente, estou há um tempo parado. Eu estava priorizando uma oportunidade que vinha de fora (do país). Era uma coisa meio concreta. Mas, no futebol, isso acontece muito nas negociações. Às vezes, parece que vai dar certo, mas não dá. E eu acabei focando na minha família, para dar mais atenção a eles. Mas, ao mesmo tempo, eu estava treinando. Não estava parado. Na medida do possível, eu estava mantendo os treinamentos. Mas algumas coisas fogem do nosso controle. Fui para o Brusque com a intenção de ter uma “minutagem”, de estar sempre em campo, mas as coisas acabaram não acontecendo da maneira que planejei. Mas serviu de lição, de aprendizado. Agora, eu espero ter uma sequência neste resto de temporada, para ajudar o Vila Nova no que for preciso”, finalizou Marlone.

Como não tinha vínculo com nenhuma outra equipe, Marlone pode estrear pelo Colorado assim que seu nome for publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), sem necessidade de esperar abertura da janela de transferências, no dia 18 de julho.

Compartilhe: