”Soube pela boca dos outros”, diz Wilder Morais sobre escolha à chapa de Vitor Hugo

Postado em: 14-06-2022 às 10h20
Por: Yago Sales
O deputado federal Vitor Hugo (PL) explicou a um grupo de jornalistas, o motivo de se candidatar à governador | Foto: Reprodução/ Instagram

Em quase uma hora, o deputado federal Vitor Hugo (PL) explicou a um grupo de jornalistas, antes que fosse servido um almoço, o motivo de se candidatar ao governo.


O encontro ocorreu às 11h30 de ontem (13) em uma mansão no Setor Marista que pertence ao ex-senador Wilder Morais (PL), escolhido pelo próprio Jair Bolsonaro (PL) como
nome na chapa de Vitor Hugo ao Senado.


Descontraído e visivelmente satisfeito com a empreitada, Wilder chegou atrasado de uma de suas empresas, mas iniciou o bate-papo com uma das várias histórias que protagonizou quando foi senador entre 2012 e 2019. Dos bastidores de como conseguiu trazer a Goiás duas universidades federais
e de como converteu o bom relacionamento na Esplanada em fortalecimento, não apenas à base eleitoral – em Goiás -, mas também para o Rio de Janeiro.

Vitor Hugo, presidente do PL em Goiás, evitou dar detalhes do racha vivido na sigla depois de ter “tomado” o partido do casal Magda Mofatto e Flávio Canedo. Sem citar algo do programa de governo que pretende implantar, reforçou lealdade a Bolsonaro e evitou dar um palpite sobre, caso estivesse forado 2° turno em Goiás, em quem apostaria as fichas: Gustavo Mendanha (Patriota)
ou Ronaldo Caiado (UB). Nem mesmo em uma eventual ascensão de Marconi Perillo (PSDB).

Compartilhe: