Bolsonaro tem dois dias para explicar reunião com embaixadores

Após a reunião com embaixadores, diversos partidos da oposição questionaram o encontro na Justiça Eleitoral.

Postado em: 11-08-2022 às 17h57
Por: Lorenzo Barreto
Após a reunião com embaixadores, diversos partidos da oposição questionaram o encontro na Justiça Eleitoral. | Foto/Reprodução

Acusado de fazer propaganda eleitoral antecipada ao se reunir com embaixadores em 18 de julho, a ministra Maria Claudia Bucchianeri deu um prazo de dois dias para que Bolsonaro defenda de representação do Ministério Público Eleitoral.

Nessa quarta-feira (10/8), o MP pediu à Justiça Eleitoral que Bolsonaro seja multado. O prazo para o presidente se manifestar vale a partir do momento em que ele for notificado oficialmente. Naquela ocasião, Bolsonaro também voltou a questionar a veracidade das urnas eletrônicas e repetiu argumentos já desmentidos por órgãos oficiais e reiterou que as eleições deste ano devem ser “limpas” e “transparentes”.

Após a reunião com embaixadores, diversos partidos da oposição questionaram o encontro na Justiça Eleitoral. O Partido Liberal (PL), legenda de Bolsonaro, disse que o encontro não configura propaganda eleitoral antecipada. O argumento foi o mesmo usado pela defesa do presidente. O Youtube removeu a live com os embaixadores após violar as diretrizes da empresa.

Veja Também