Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Copa do Mundo: Sem álcool, outros oitos itens são proibidos nos estádios do Catar; confira

A decisão está atrelada ao respeito de costumes e culturas caracterizadas como conservadoras no país

Postado em: 20-11-2022 às 11h02
Por: Victória Vieira
Imagem Ilustrando a Notícia: Copa do Mundo: Sem álcool, outros oitos itens são proibidos nos estádios do Catar; confira
A decisão está atrelada ao respeito de costumes e culturas caracterizadas como conservadoras no país | Foto: Reprodução

Próximo à abertura da Copa do Mundo 2022, o Catar anunciou outra série de itens que são proibidos nos estádios. Diferente de outros anos, a cerveja e bebidas alcoólicas diversas estão proibidas. A decisão está atrelada ao respeito de costumes e culturas caracterizadas como conservadoras no país.

O anúncio da proibição da venda de álcool ocorreu nesta sexta-feira (18/10). As bebidas serão permitidas somente no “Fifa Fan Festival” e em outros espaços especiais para os torcedores.

“Depois de debates entre o país sede e a Fifa, foi feita a decisão de focar a venda de bebidas alcóolicas no Fan Festival, removendo os pontos de venda de cerveja de todo o perímetro dos estádios da Copa”, diz o comunicado.

Continua após a publicidade

A ingestão de bebidas alcoólicas também não é permita nas ruas, em perímetros próximos aos estádios e também em aeroportos. A Budweiser é uma marca importante para o patrocínio do evento. Segundo informações, ela teria tido direitos oficiais e exclusivos para vender cervejas durante o torneio, no período de três horas antes e uma hora depois do jogo. No entanto, ao que tudo indica, os planos mudaram.

Agora, com milhares de produtos armazenados, a marca decidiu doar o estoque não consumido no Catar para o país campeão. “Novo dia, novo Tweet. O país vencedor fica com os Buds. Quem vai pegá-los?”, escreveu a cervejaria em seu Twitter.

Além das bebidas alcoólicas, outros oito itens também foram proibidos nos estádios do território mulçumano, como “armas com suas respectivas munições”, “substâncias radioativas” e “entorpecentes e substâncias psicotrópicas (liberado apenas como prescrição médicas)” já eram esperadas, afinal são proibições comuns.

Por outro lado, algo que chamou atenção na lista são materiais para apostas, produtos falsificados, imagens de extrema violência, maldade, crueldade ou pornografia e principalmente, itens ligados à religiosidade e o consumo de carne de porco. Esse ano, os frequentadores da competição não poderão ter “objetos que podem ser considerados ofensivos a outras religiões e cultos”. Caso aconteça, o indivíduo terá que lidar com ações judiciais. Já o consumo de “carne de porco e derivados” pode afetar até mesmo a delegação espanhola, que apresenta o alimento como fundamental em sua culinária.

Veja Também