Campus Party: Professor cria robôs à base de resina de garrafa pet e ensina programação para crianças

Postado em: 16-06-2022 às 20h43
Por: Rodrigo Melo
A 4ª edição da Campus Party Goiás (CPGoiás2), vai até o próximo domingo (19), em Goiânia. O evento promete ser a maior experiência na área tecnológica do mundo | Foto: Rodrigo Melo

Desde adolescente Glauber Santos começou a estudar eletrônica e conceitos básicos de programação. Depois de um tempo, desenvolveu produtos mais complexos como robôs humanoides por meio de uma impressora 3D. A resina usada para fabricar as peças em 3D, também foi desenvolvida por ele em uma máquina que criou. Esse dispositivo transforma garrafas pet e outros plásticos em filamento, usado para imprimir peças tridimensionais.

Natural de Brasília, Glauber foi um dos expositores da 4ª edição da Campus Party Goiás (CPGoiás2), que começou na quarta-feira (15/6) e vai até o próximo domingo (19), em Goiânia. Depois de dois anos sem a presença física do público, o evento promete ser a maior experiência na área tecnológica do mundo e a programação oferece mais de 400 horas de workshops, palestras, arena de drones e jogos virtuais.

A programação oferece um ambiente imersivo para debater sobre tecnologia, criatividade, inovação e educação. Santos, por exemplo, usa a robótica para ensinar na prática crianças sobre programação. “90% eu aprendi sozinho. O conhecimento está ai cada vez mais acessível pela internet. O principal é você estudar e correr atrás. Não adianta estudar e não aplicar o que você aprende”, afirmou o professor.

Por meio de pequenos robôs em formato de carro, ele explica princípios de programação, em que crianças dão direcionamentos específicos no computador, e posteriormente, é inserido no sistema do dispositivo.

Foto: Rodrigo Melo

“A gente gera comandos para que o robô se movimente. A partir dai a criança pode até criar um cenário como uma pista e ele vai executar. Por exemplo, ela coloca um comando dele ir duas vezes pra frente e depois virar pra direita. O robô vai executar exatamente como ele programou. Isso é uma ótima base para programação”, explicou Glauber.

O maior evento de tecnologia do país tem 1.500 barracas na área camping, com estrutura de banheiros e guarda-volumes no Passeio das Águas Shopping e deve receber 75 mil participantes.

Na área Open, as atividades estão divididas entre Campus Kids, Hoquei de Robôs, Arena Games, campeonatos de e-Sports, simuladores de realidade, arena de drones, espaço de empreendedorismo e Makerspace, que oferece soluções para novas criações, com workshops, impressão 3D e corte a laser.

Na Campus Kids, as crianças terão contato com robótica educativa e gamificação. No Hoquei de Robôs, serão realizados campeonatos com robôs utilizando estratégias e robótica aplicada, durante quatro dias do evento.

Compartilhe: