Eduardo Souza aprova vitória e atuação do Atlético Goianiense contra a Aparecidense

Na última quarta-feira (9), o Atlético Goianiense voltou a vencer no Campeonato Goiano. No Estádio Antônio Accioly, o time rubro-negro, que foi comandado, de forma interina, por Eduardo Souza, derrotou a Aparecidense por 2 a 0, com gols de Wellington Rato e Shaylon.

Postado em: 10-02-2022 às 20h26
Por: Breno Modesto
Eduardo Souza foi o responsável por comandar o Atlético Goianiense contra a Aparecidense | Foto: Bruno Corsino/Atlético-GO

Na última quarta-feira (9), o Atlético Goianiense voltou a vencer no Campeonato Goiano. No Estádio Antônio Accioly, o time rubro-negro, que foi comandado, de forma interina, por Eduardo Souza, derrotou a Aparecidense por 2 a 0, com gols de Wellington Rato e Shaylon.

Após o término do confronto, Eduardo Souza disse estar satisfeito com o que viu, principalmente pelo fato de ter enfrentado uma equipe que, recentemente, foi campeã da Série D do Campeonato Brasileiro, que tem uma base e que possui um treinador à frente do cargo por mais de um ano, o que, no entendimento do rubro-negro, gera dificuldades aos adversários.

“Fiquei muito satisfeito (com a atuação do Atlético). Porque, primeiro, nós pegamos um adversário de muita qualidade. A Aparecidense é um time que subiu da Série D, que tem feito bons campeonatos goianos, tem uma base, tem um treinador que está há mais de um ano no cargo. Então, quando você enfrenta uma equipe dessa, ela te gera dificuldade. Mas eu falei para os jogadores que eles cumpriram tudo o que nós (da comissão técnica) pedimos”, disse Eduardo Souza.

Continua após a publicidade

Outro ponto que foi bastante elogiado por Eduardo Souza foi a parte física dos jogadores atleticanos. De acordo com o comandante, todos os 10 atletas de linha correram, só no primeiro tempo, mais de cinco quilômetros, algo que, nos três anos em que está no clube, ele ainda não tinha visto.

“Eu estou no Atlético desde 2019 e, nesses três anos, eu nunca vi os 10 jogadores (de linha) correrem mais de cinco quilômetros no primeiro tempo. E nosso scout nos mostrou isso. Todos fizeram cinco quilômetros, inclusive os zagueiros. Então, eu os parabenizei por isso. Estamos contentes, mas sabemos que o caminho é longo. (No sábado) já tem um jogo dificílimo, contra eles (Aparecidense) novamente, que a estratégia será um pouco diferente, por ser na casa do adversário. Mas estamos contentes pelo resultado e pela performance deles”, contou Eduardo Souza.

Novo reforço

Depois do triunfo contra o Camaleão, o presidente do Atlético Goianiense, Adson Batista, confirmou que mais reforços devem chegar ao clube. Um deles, de acordo com o repórter Felipe André, do Mais Goiás, é o atacante Luis Phelipe, de 21 anos, que pertencia ao Red Bull Salzburg, da Áustria, e estava emprestado ao Lugano, da Suíça.

Natural da cidade de Santos, o atleta é cria da base do Red Bull Brasil, onde se profissionalizou, em 2019. No mesmo ano, assim como a empresa de energéticos, que dá nome ao time paulista, foi para o Bragantino, onde foi campeão brasileiro da Série B.

No ano seguinte, foi para a filial suíça da Red Bull. Porém, foi emprestado ao Liefering, também da Suíça, e, depois, ao Red Bull Bragantino, onde esteve até o fim do ano passado. Desde então, estava no futebol suíço, onde disputou apenas cinco jogos.

Ontem, o jogador já esteve no centro de treinamentos do Dragão, onde realizou seus primeiros testes físicos. Se for aprovado, ele assinará seu vínculo contratual e será o 12º reforço para a temporada de 2022.

Veja Também