Autor do primeiro hat-trick do Goianão, Joãozinho diz que atuação contra a Jataiense ficará marcada para sempre em sua vida

Na última quarta-feira (16), o Goianésia voltou a vencer no Campeonato Goiano. Em casa, o time comandado pelo técnico Edson Júnior não tomou conhecimento da Jataiense e goleou o adversário por 4 a 1. O grande destaque da partida foi o atacante Joãozinho, que marcou três vezes.

Postado em: 17-02-2022 às 18h45
Por: Breno Modesto
Com quatro gols marcados, o atacante Joãozinho é um dos artilheiros do Campeonato Goiano | Foto: Breno Modesto

Na última quarta-feira (16), o Goianésia voltou a vencer no Campeonato Goiano. Em casa, o time comandado pelo técnico Edson Júnior não tomou conhecimento da Jataiense e goleou o adversário por 4 a 1. O grande destaque da partida foi o atacante Joãozinho, que marcou três vezes.

Após o fim da partida, o jogador que, contra a Raposa, vestiu a camisa 9, que já pertenceu a Nonato, maior artilheiro da história do Azulão do Vale e que estava na arquibancada do Valdeir José de Oliveira, afirmou que seu primeiro hat-trick pelo clube do Vale do São Patrício ficará marcado em sua vida.

“Em todos os clubes que eu atuo, procuro saber de suas histórias. Sei da história do Nonato, que é um artilheiro e um dos grandes ídolos com a camisa do Goianésia. Estou muito feliz por ter vestido essa (camisa) 9, por essa grande atuação com três gols. Cada hat-trick tem uma história diferente e, com certeza, esse, com a camisa do Azulão, vai ficar marcado para sempre em minha vida”, disse Joãozinho.

Continua após a publicidade

De acordo com Joãozinho, ele vinha recebendo muitas mensagens de torcedores do Goianésia, que pediam que ele voltasse a fazer gols. Segundo o atacante, o jejum, que já durava quatro jogos, era algo que lhe incomodava.

“Recebi muitas mensagens de torcedores, me pedindo para voltar a fazer gols. Eu trabalho muito. Quem assiste aos treinos, sabe que, quando termina, vou treinar finalização, porque eu quero fazer gols, quero ajudar o Goianésia. Isso era uma coisa que estava me incomodando. Mas, graças a Deus, tive uma noite feliz”, revelou o atacante.

Por fim, Joãozinho disse que as cobranças por gols não irão cessar. Porém, na visão do atacante, isso é algo positivo e muito importante, pois lhe ajudará a não ficar acomodado e a buscar manter a evolução em sua carreira.

“Eu acho que não vai parar, porque a torcida sempre cobra para que eu desenvolva o meu melhor trabalho, minha melhor atuação. Então, eu acho que essa cobrança é muito importante para mim, para que eu não me acomode e para que eu evolua sempre”, finalizou Joãozinho.

Veja Também