Rafael Donato diz que elenco vilanovense precisa assimilar cobrança feita pela torcida colorada

Postado em: 14-06-2022 às 21h39
Por: Breno Modesto
O zagueiro Rafael Donato diz entender e aceitar as críticas e cobranças do torcedor colorado | Foto: Vila Nova FC

Lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, com apenas 10 pontos conquistados em 36 disputados, o Vila Nova iniciou com cobrança a semana do jogo contra o Operário, do Paraná. Na última segunda-feira (13), alguns membros da torcida vilanovense estiveram no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, onde se reuniram com o elenco colorado

A reunião foi confirmada pelo zagueiro Rafael Donato, que revelou alguns detalhes do acontecimento. De acordo com o defensor, a conversa aconteceu de forma pacífica e respeitosa, mas que foi muito incisiva por parte dos torcedores, que cobraram resultados e um melhor desempenho do Colorado na Segundona.

“Houve essa conversa. A torcida veio (ao Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga) de forma respeitosa, mas muito incisiva na cobrança pelos resultados, pela performance do nosso time, deixando bem claro que eles estão fazendo a parte deles, indo ao estádio e apoiando. Temos de tentar absorver isso da melhor maneira possível. Sabemos que eles estão nos cobrando, a diretoria também tem nos cobrado, e nós, jogadores, também estamos nos cobrando no dia a dia. Não estamos satisfeitos com o que está acontecendo, com os resultados. Entendemos que, pelo grupo que foi montado e por tudo que a diretoria tem nos dado como apoio, era mais do que normal que essa situação acontecesse. Até porque, a expectativa gerada em cima do nosso elenco foi muito grande. Desde o início do campeonato, queríamos brigar pela parte de cima da tabela. E isso não está acontecendo”, disse Rafael Donato.

Donato também falou a respeito da falha do companheiro de posição, Renato, no último sábado (11), que acabou resultando na derrota para o CRB, fora de casa. Segundo o zagueiro, foi um momento de infelicidade e que, apesar disso, o companheiro tem o apoio do grupo, da diretoria e da comissão técnica.

“É complicado falar. Foi um momento de infelicidade do nosso companheiro. Ele é um rapaz que não está acostumado a cometer esse tipo de erro. Então, ele tem toda a confiança da equipe, da diretoria e da comissão técnica. Eu sei que, como eu já consegui dar a volta por cima, ele também vai conseguir. Precisamos muito dele, como também precisamos do (Alisson) Cassiano, do (Eduardo) Doma. Neste momento, não dá para ficar apontando, condenando um ou outro jogador. Temos de nos unir e continuar focados em nosso trabalho. No ano passado, também passamos por um momento de dificuldade e foram os mesmos jogadores que terminaram a temporada sendo aplaudidos”, finalizou Donato.

Compartilhe: