Bolsonaro afirma que Forças Armadas não cumpririam “uma ordem absurda”

Declaração foi dada durante cerimônia alusiva aos 1.000 dias de governo.

Postado em: 27-09-2021 às 12h47
Por: Luan Monteiro
Declaração foi dada durante cerimônia alusiva aos 1.000 dias de governo | Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), afirmou na manhã desta segunda-feira (27/09) que as Forças Armadas não cumpririam “uma ordem absurda” dada por ele. A declaração ocorreu durante cerimônia alusiva aos 1.000 dias de seu governo.

“As Forças Armadas estão aqui. Elas estão ao meu comando, sim, ao meu comando. Se eu der uma ordem absurda, elas vão cumprir? Não. Nem a mim, nem a governo nenhum. E as Forças Armadas têm que ser tratadas com respeito”, declarou.

“Quando criaram a [pasta da] Defesa em 1999 não foi por uma necessidade militar, foi por uma imposição política, para tirar os militares deste prédio [Palácio do Planalto]. Alguns criticam que eu botei militar demais [no governo], mais até, proporcionalmente, do que os governos [militares] de Castello Branco a Figueiredo. Sim, é verdade, é meu círculo de amizade. Assim como de outros presidentes foram outras pessoas, era o círculo de amizades deles”.

Continua após a publicidade

Bolsonaro vem, nos últimos meses, fazendo diversas declarações golpistas que geraram desconforto entre os três poderes. O mandatário chegou a questionar a realização das eleições presenciais de 2022 e a afirmar que sua derrota só seria possível por fraude. O presidente chegou, também, a utilizar a expressão “meu exército”.

Veja Também