Projeto Litro de Luz atua na maior comunidade Quilombola do Brasil

Postado em: 16-09-2017 às 08h15
Por: Kamilla Lemes
A organização iluminou cerca de 600 kalungas na região da Chapada dos Veadeiros - GO

O
projeto Litro de Luz, em parceria com a Agência de Habitação Goiana (Agehab), beneficiou  a maior comunidade Quilombola do Brasil com
luz solar. Cerca de 600 pessoas da Kalunga, localizada na região da Chapada dos
Veadeiros, receberam iluminação que desenvolve soluções ecológicas e
economicamente sustentáveis para combater a falta de luz.

Além
dos postes solares, colocados nas áreas públicas, também foram entregues
lampiões, que visam iluminar ambientes internos e permitem que os moradores os
levem de um lugar ao outro.

Todas
as soluções foram construídas em conjunto, pelos voluntários do Litro de Luz e
pelos moradores, que aprenderam todo o processo, incluindo a montagem,
instalação e manutenção das peças.

No
próximo fim de semana, 16 e 17 de setembro, o Litro de Luz vai atuar na comunidade
indígena, da etnia Kambeba, situada dentro de uma APA (Área de Proteção
Ambiental), às margens do Rio Cuieiras, no estado do Amazonas. Também para 2017
estão previstas instalações no Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo.

Conheça
o Litro de Luz

No
Brasil desde 2014, o Litro de Luz desenvolve soluções ecológicas e
economicamente sustentáveis para combater a falta de iluminação nas cinco
regiões do país, tendo impactado diretamente mais de cinco mil pessoas. 

Foi
por meio de uma solução acessível, criada pelo brasileiro Alfredo Moser, em
2002 – que usou garrafas pet abastecidas com água e alvejante para solucionar o
problema da falta de luz dentro de casa que o movimento global Liter of Light
foi criado nas Filipinas, em 2011.

Atualmente,
a organização está presente em mais de 21 países e já impactou a vida de
milhões de pessoas, além de ter recebido importantes premiações como o World
Habitat Awards 2015
, da ONU, e o Zayed Energy Prize,
considerado o prêmio NOBEL de Energia Sustentável.

Compartilhe: