14 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
Internacional
08/10/2018 | 12h00
Grupo de dança do IFG representa Goiás em festival na Argentina
Também este mês, o grupo participa de outro festival, em Belo Horizonte (MG)

Da Redação

O grupo de dança Corpo Composto, do IFG - Câmpus Aparecida de Goiânia, participa, a partir desta terça-feira, 9 de outubro, do Festival Mundial de Teatro Vamos que Venimos, na cidade de Buenos Aires (Argentina). O evento, que transcorre até o dia 15, está na sua 10ª edição e terá 22 espetáculos, além de workshops, painéis de intercâmbio, performances, entrega de menções e outras atividades. 

Também este mês, o grupo participa do FETO - Festival de Teatro Estudantil na cidade de Belo Horizonte (MG) e que recebe, em média, 150 propostas de todo o Brasil para selecionar cerca de nove espetáculos. É a 18ª edição do encontro, que acontecerá de 21 a 26 de outubro. Já é a segunda vez que o Corpo Composto é selecionado para o FETO, tendo participado em 2017 com o espetáculo AdoleSendo. Este ano o grupo leva o espetáculo "Q".

O espetáculo "Q" é uma obra de ficção que retrata morte e renascimento, baseada nos conflitos de identidade que surgem no período da adolescência, fase de morte e abandonos simbólicos, assim como renascimento para outras experiências.

O Corpo Composto é um projeto de pesquisa artística e grupo de dança do IFG Aparecida, vinculado à Licenciatura em Dança, que busca abordagens coreográficas para ensino de dança direcionado ao público jovem. O grupo é formado por alunos do Ensino Médio Técnico Integrado e, também, estudantes do curso de Licenciatura em Dança.

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)