22 de setembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Declaração
02/02/2018 | 13h45
Fifa diz que não há candidato favorito para sediar Copa do Mundo de 2026
O presidente da Fifa, Gianni Infantino disse ainda, que aprecia a candidatura conjunta de EUA, Canadá e México assim como a do Marrocos.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, negou nesta sexta-feira (2), no Marrocos, que haja um candidato favorito para sediar a Copa do Mundo de 2026, e disse que aprecia a candidatura conjunta de EUA, Canadá e México assim como a do Marrocos.

Infantino chegou hoje a Casablanca para participar do congresso da Confederação Africana de Futebol (CAF), e foi imediatamente abordado pelos jornalistas sobre o suposto apoio à candidatura norte-americana por causa de algumas declarações feitas em Dubai, quando disse que "as candidaturas conjuntas são uma boa idéia"

Ao ser questionado em solo marroquino por esse comentário, Infantino disse que também aprecia a "candidatura do Marrocos", segundo informou o jornal digital "Le360.ma". Perante a insistência dos jornalistas, Infantino lembrou que "as regras são muito claras e a obrigação da Fifa é respeitá-las", e e anunciou que a votação definitiva que acontecerá no próximo dia 13 de junho, em Moscou.

Contrariando Infantino, o atual presidente da CAF, Ahmad Ahmad, mostrou seu apoio ao Marrocos e, segundo a imprensa local, é possível que toda a Confederação Africana de Futebol emita neste fim-de-semana uma mensagem clara para mostrar seu apoio ao país africano.

O Marrocos insistiu muito no caráter africano de sua candidatura no momento de apresentá-la, com a esperança de ganhar o máximo apoio entre as 53 federações africanas, que somarão 25% do total de votos. 

Com informações da Agência Brasil. Foto: Reprodução 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)