Bragantino conquista o título do Brasileirão Feminino A2

Postado em: 07-09-2021 às 17h46
Por: Breno Modesto
Depois de um novo empate por 0 a 0, o Bragantino derrotou o Atlético-MG, nos pênaltis, por 4 a 2, e ficou com o título da competição | Foto: Cristiane Mattos/CBF

O Red Bull Bragantino é o novo campeão do Brasileirão Feminino A2. Depois de um novo empate sem gols, como aconteceu no jogo de ida, na cidade de Bragança Paulista, o Massa Bruta derrotou o Atlético-MG, nos pênaltis, por 4 a 2, e ficou com a taça da segunda divisão feminina.

O gol do título veio na quinta cobrança paulista e foi marcado pela atacante Ariel, que terminou a competição como artilheira, anotando 11 gols. Quem também brilhou foi a goleira Karol, que defendeu a primeira cobrança atleticana, feita por Ilana. Flávia Gil, no travessão, também errou pelas mineiras.

A campanha vitoriosa da equipe paulista começou com um 100% de aproveitamento na fase de grupos. Integrante do Grupo D do torneio, ao lado de Atlético-GO, Criciúma, Fluminense, Sport e Vila Nova-ES, o Bragantino venceu todas as cinco partidas que disputou, incluindo uma goleada de 7 a 0 sobre o Dragão, e ficou com o primeiro lugar da chave.

Nas oitavas, enfrentou o JC, de Itacoatiara, no Amazonas, e avançou com um placar agregado de 4 a 1, perdendo na ida por 1 a 0 e goleando na volta pelo placar de 4 a 0. Nas quartas, fase em que valia o acesso, deixou pelo caminho o Athletico-PR. Com 4 a 4 no agregado, a decisão da vaga veio nas penalidades, vencidas pelo Braga por 4 a 2.

Nas semifinais, o adversário foi o Madre Celeste, conhecido como Esmac, do Pará. Depois de empatar por 1 a 1, fora de casa, o Massa Bruta se garantiu na decisão ao vencer as paraenses por 2 a 0.

Apesar de terem ficado com o vice-campeonato, as Vingadoras, como é conhecido o time feminino do Galo, também conquistou o acesso à primeira divisão nacional em 2022. Além dos dois finalistas, o Esmac e o Cresspom, do Distrito Federal, também subiram à elite.

Compartilhe: