106 torcedores comparecem ao primeiro evento-teste do retorno dos torcedores aos estádios de futebol de Goiânia

Postado em: 15-09-2021 às 22h32
Por: Breno Modesto
106 torcedores estiveram presentes no jogo que marcou o retorno do torcedor aos estádios de Goiânia | Foto: Breno Modesto

Depois de longos 556 dias, o torcedor goianiense voltou a frequentar um estádio. Menos de uma semana após a publicação do decreto municipal que permitiu o retorno dos torcedores às praças esportivas, o Vila Nova deu início aos eventos-teste envolvendo jogos de futebol. 

Em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Goiano Sub-20, onde enfrentou e venceu o Atlético por 2 a 1, o Tigre reabriu as portas do OBA, que recebeu a presença de 106 torcedores.

De acordo com o diretor social do clube, Alexandre Dantas, o Colorado seguiu todas as normas e exigências feitas pelos órgãos públicos, deixando o estádio adequado para o confronto da base e já pensando na Série B do Campeonato Brasileiro, onde o Vila Nova recebeu o aval do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para liberar a entrada de sua torcida.

“Preparamos tudo em cima do decreto da Prefeitura (de Goiânia). Seguimos à risca as normas e exigências feitas pela Vigilância Sanitária e pela Secretaria Municipal de Saúde. Fizemos todo o preparativo do estádio, com a marcação do distanciamento social na arquibancada, exigindo o exame PCR ou comprovação das duas doses ou dose única das vacinas e a utilização correta da máscara e do álcool em gel, que está espalhado por todo o estádio”, disse Alexandre Dantas. 

Pelo lado da Vigilância Sanitária, o fiscal José Emanoel salientou que o Tigre conseguiu passar na inspeção feita pelo órgão, mas considerou baixa a procura das pessoas pelo evento, que estava liberado para receber até 1000 presentes.

“Hoje, foi um preparativo e um demonstrativo do que vai ser daqui para frente. Foram poucos torcedores. Nós (da Vigilância Sanitária) havíamos liberado a presença de 1000 torcedores. Na inspeção que fiz pelo estádio, pude verificar que está tudo dentro das normas. Eles demarcaram todo o estádio”, explicou José Emanoel. 

Já o torcedor vilanovense não conteve a emoção pelo retorno. Recepcionista de um hospital da Capital, Andrew Canedo afirmou que fez questão de ir ao jogo, mesmo não sendo da equipe profissional, apenas para matar a saudade de “casa”.

“É uma emoção muito grande estar de volta. É uma coisa que todos nós amamos. E, depois de tanto tempo, estar de volta à nossa casa, mesmo que com poucas pessoas, fiz questão de estar aqui, mesmo não sendo a equipe profissional. Eu tô até com o olho cheio de lágrimas, porque é uma emoção muito grande. Esperamos muito tempo para poder estar de volta”, comentou Andrew.

O jogo

Quando a bola rolou, o Vila Nova fez valer o mando de campo e derrotou o Atlético por 2 a 1. Todos os gols da partida foram marcados na etapa final da partida. O Tigre abriu o marcador em cobrança de pênalti convertida pelo camisa 10, Renan, que passou a integrar o elenco sub-20 após voltar do Goianésia, onde estava emprestado para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. 

Logo em seguida, o Dragão deixou tudo igual com Ronald. O centroavante rubro-negro aproveitou um cruzamento de Jean, pelo lado direitio e mandou para o fundo das redes do goleiro Dã. Quando o confronto se encaminhava para o fim, o Colorado voltou a ficar na frente do marcador. O atacante aproveitou uma jogada de linha de fundo do lateral-direito Marcos e não perdoou. Com o resultados, os vilanovenses assumiram a vice-liderança do estadual.

Compartilhe: