Cuiabá fica perto de concretizar compra de João Lucas e Goiás pode receber em negociação

Postado em: 29-12-2021 às 14h00
Por: Victor Pimenta
Lateral-direito pertence ao Flamengo e estava emprestado aos dourados, onde se destacou na permanência do Cuiabá na Série A | foto: Rogério Moroni / Cuiabá

O Goiás pode receber um dinheiro em caso de venda do lateral-direito João Lucas, que pertence ao Flamengo. O jogador que estava emprestado ao Cuiabá na temporada de 2021, se destacou pelo clube que se manteve na Série A e recebeu propostas do exterior, mas o próprio time mato-grossense deve concretizar a compra do jovem. O clube esmeraldino tem 10% dos direitos econômicos de João Lucas.

O lateral-direito atuou nas categorias de base de 2016 até 2018, jogando também o Brasileiro de Aspirantes pelo Goiás em seu último ano no clube esmeraldino. Com isso, o Goiás manteve os 10% que tinha sobre o jogador mesmo após sua saída e agora pode conseguir um dinheiro, caso concretize a sua transferência para o Cuiabá.

Após se destacar no Bangu, foi contratado pelo Flamengo em 2019, onde acabou sendo reserva de Rafinha na equipe em que foi campeã do Brasileiro e da Libertadores, além do carioca, da Recopa e da Supercopa no ano seguinte.

Com poucas chances no time principal, o lateral-direito foi emprestado ao Cuiabá para a disputa da Série A e se destacou pelo Dourado, onde atuou em trinta e quatro partidas, sendo trinta e duas como titular. Na marcação, João Lucas foi o terceiro melhor ranqueado no quesito desarmes, com 108 certos. Apareceu no ataque e deu duas assistências.

João Lucas tinha contrato com o Flamengo até o meio de 2022 e poderia assinar um pré-contrato, podendo deixar o time rubro-negro sem custos, mas o Cuiabá deve efetivar a compra do jogador de apenas 23 anos, que tinha proposta do futebol italiano. Na última semana, os clubes acertaram os últimos detalhes, assinaram os documentos e concluíram a venda.

Assim, com a venda do lateral-direito concretizada, o Goiás irá receber os 10% dos seus direitos econômicos que tinham sobre o atleta. Os valores não foram divulgados.

Compartilhe: