Australian Open: Bia Haddad avança nas duplas e faz história; Bruno Soares é eliminado

Postado em: 23-01-2022 às 11h54
Por: Ildeu Iussef
Bia Haddad avança nas duplas no Aberto da Austrália e faz história no tênis brasileiro | Foto: Divulgação Bia Haddad

A tenista paulista Bia Haddad Maia fez história no tênis brasileiro na madrugada deste domingo (23). Em Melbourne, a brasileira ao lado da cazaque Anna Danilina avançou às quartas de final da chave de duplas femininas do Australian Open, e obteve o melhor resultado de uma brasileira no Grand Slam australiano em toda a era aberta do tênis, iniciada em 1968.

Bia Haddad e Anna Danilina venceram de virada a espanhola Aliona Bolsova e a norueguesa Ulrikke Eikeri por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/4 e 7/6 (10-5), após 2h35 de partida. Em busca da vaga na semifinal, a brasileira e a cazaque vão enfrentar a dupla formada pela sueca Rebecca Peterson e pela russa Anastasia Potapova.

Retrospecto

O resultado alcançado por Bia Haddad marca o melhor desempenho dela em um torneio de Grand Slam, contando tanto simples quanto duplas. Ao alcançar as oitavas, ela já havia igualado as melhores campanhas de brasileiras num torneio deste nível na era aberta. Cláudia Monteiro havia alcançado esta fase em 1982, com a australiana Susan Leo, e em 1983 junto da sul-africana Yvonne Vermaak. E recentemente, Luísa Stefani chegou às oitavas em 2020 e 2021 ao lado da norte-americana Hayley Carter.

Foi ainda o melhor resultado de uma tenista do Brasil na Era Aberta do tênis feminino do Australian Open. A Era Aberta do tênis feminino começou em 1968, quando os principais torneios do mundo passaram a aceitar também atletas profissionais, não só amadores. Antes de Bia Haddad, a grande Maria Esther Bueno, lenda do tênis nacional, havia sido vice-campeã em solo australiano na chave de simples e semifinalista em duplas em 1965, e campeã nas duplas em 1960.

Duplas Masculinas

O Brasil não tem mais tenistas no torneio de duplas masculino do Australian Open. Bruno Soares, único remanescente brasileiro, foi derrotado junto com Jamie Murray pelos italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini, por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 e 3/6, após 2h32 de partida.

A parceria de Simone Bolelli e Fabio Fognini foi algoz de quatro tenistas brasileiros, em Melbourne: Rafael Matos e Felipe Meligeni na 1ª rodada, Marcelo Melo na 2ª rodada, e Bruno Soares na 3ª rodada.

Compartilhe: