De volta, Edson diz ser “fominha” e garante estar quase 100% fisicamente

Nas últimas duas rodadas do Campeonato Goiano, o Atlético Goianiense enfrentou e derrotou a Aparecidense, resultados que lhe deram a liderança do Grupo B da competição estadual. Nos dois jogos, o Dragão contou com a experiência do volante Edson em seu meio de campo.

Postado em: 15-02-2022 às 08h10
Por: Breno Modesto
Afastado dos gramados por 10 meses por conta de uma lesão, Edson voltou a atuar nos dois jogos do Atlético contra a Aparecidense | Foto: Bruno Corsino/Atlético-GO

Nas últimas duas rodadas do Campeonato Goiano, o Atlético Goianiense enfrentou e derrotou a Aparecidense, resultados que lhe deram a liderança do Grupo B da competição estadual. Nos dois jogos, o Dragão contou com a experiência do volante Edson em seu meio de campo.

Contratado pelo clube rubro-negro para esta temporada, o jogador esteve presente nos dois confrontos entre as equipes. No primeiro, disputado no Antônio Accioly, começou na reserva e acabou entrando no segundo tempo, voltando a atuar depois de 10 meses parado por lesão. Já no sábado (12), em Aparecida de Goiânia, foi titular e jogou a partida toda.

Ontem, o atleta foi o escolhido pelo Rubro-Negro para conceder coletiva. O retorno aos gramados foi justamente o tema que abriu a entrevista de Edson. De acordo com ele, foi uma felicidade muito grande jogar as duas partidas, principalmente a última, quando atuou do início ao fim.

Continua após a publicidade

“A felicidade que eu senti contra a Aparecidense foi muito grande, porque, como todos sabem, eu vinha de um tempo grande de inatividade. Consegui começar jogando e joguei até os acréscimos. Para quem vinha de um tempo de inatividade, é uma coisa muito boa. Eu imaginei que fosse jogar até os 15 ou 20 minutos do segundo tempo, mas pude suportar bem”, disse Edson.

Outro tema abordado por Edson foi o estado do gramado do Estádio Anníbal Batista de Toledo, que sofreu com uma forte chuva enquanto os clubes se enfrentavam. Segundo o atleta, antes mesmo de tudo começar, o local já não apresentava boas condições para a prática do futebol.

“O campo estava muito ruim. Antes mesmo do jogo, já tinha algumas partes que eram muito difíceis para se jogar futebol. Quando veio a chuva, piorou. Mas nós conseguimos fazer o jogo, teoricamente, menos difícil. E, claro, respeitamos muito a equipe da Aparecidense”, comentou Edson.

Por fim, Edson disse ser “fominha” e garantiu estar quase 100% pronto para jogar todas as partidas. Mesmo assim, o volante se colocou à disposição da comissão técnica para os próximos compromissos do clube.

“Pelo que eu me conheço, estou quase 100%. Se for para jogar o jogo de quarta (16), o de sábado (19) e o da outra quarta (23), estou dentro. Sou um pouco fominha. Gosto de estar ajudando. Não gosto de estar fora. Mas, caso a comissão técnica opte por outro companheiro, tenho que saber que isso aqui é um grupo e o coletivo é que tem que prevalecer. Estamos aqui para ajudar o clube a conquistar seus objetivos”, finalizou Edson.

Veja Também