Entre os T1.2, Accert Competições chega em primeiro na sétima etapa do SARR 2022

O rastro de poças e lama deixado pelas chuvas na província do Rio Negro fez a festa da dupla da Accert Competições.

Postado em: 25-02-2022 às 09h32
Por: Ildeu Iussef
Na primeira fase da maratona para autos, Cristiano Rocha e Anderson Geraldi conseguiram virar o resultado na última especial do dia e repetem vitória | Foto: Paco Foto Agência

O rastro de poças e lama deixado pelas chuvas na província do Rio Negro fez a festa da dupla da Accert Competições. Mais uma vez, Cristiano Rocha e Anderson Geraldi venceram a 7ª etapa da terceira edição do South America Race Rally (SARR 2022), entre Villa Regina e Gran Conesa (ARG), na categoria dos carros T1.2, nesta quinta-feira (24).

Somente dois trechos especiais foram disputados, somando 230 quilômetros cronometrados para a maratona, nos quais os competidores são impedidos ao apoio técnico externo. O tempo percorrido pela Mitsubishi L200RS, #134, da dupla foi de 4h34min08seg. Entre os carros da categoria, a Accert ocupa agora a quinta posição, somando, desde o início da competição, 59h03min10seg.

Se as especiais até a etapa passada foram bem travadas, requerendo atenção tanto da pilotagem quando da navegação, as provas desta quinta-feira, até Gral Conesa foram de pistas mais rápidas, ainda em pampas, com travessias de rio, além de muita poças e lamas.

Continua após a publicidade

“Levantamos o aguaceiro praticamente o caminho todo. Tivemos alguns contratempos na primeira prova, que ficamos em terceiro, mas nos recuperamos no segundo trecho. Foi bem tranquilo e prazeroso, uma prova do jeito que gosto de pilotar. Estamos felizes com o resultado e com toda a experiência que a gente vem adquirindo. Agora é cuidar da máquina para que a gente possa finalizar  a maratona inteiros”, conta Cristiano Rocha.

Um ponto que surpreendeu a dupla nesta noite foi a regra para o parque fechado da competição. “Não há limite de tempo para que a gente faça a manutenção que precisa no carro. Se quisermos, podemos até dormir aqui. Mas, uma vez que saia do parque, não pode voltar. Bastante diferente de todas etapas maratonas que já participamos”, revela Cristiano.

Os competidores  do SARR 2022 e suas caravanas, nesta sexta feira (25), partem do parque fechado em Gran Conesa para Viedma, no último longo deslocamento. Serão 350 quilômetros de viagem, sendo 230 deles em especiais em que, para os carros, o apoio mecânico externo ainda será impedido, já que se trata da segunda perna da maratona. Mais de dois terços da prova será em terreno litorâneo, de praia, que começa descendo os pampas, com pistas rápidas, seguidas por dunas muito altas e areais.

A terceira edição da South American Rally Race é dividida em nove etapas e atravessou as províncias de La Rioja, San Juan, Mendoza, La pampa e chega a Rio Negro. O roteiro dos competidores incluiu paisagens deslumbrantes dos principais biomas argentinos, como as dunas de Aimogasta, as dunas de La Difunta Correa, dunas de Lavalle, dunas d’El Nihuil, as chapadas da Meseta de Somuncura, Deserto dos Andes (em Cuyo), Pampas Secos, entre outros pontos extremamente radicais do país.

Veja Também