Jair Ventura rebate críticas após derrota: “Enquanto estiver aqui, quem escala sou eu”

Postado em: 26-04-2022 às 13h30
Por: Victor Pimenta
Treinador se mostrou prejudicado pela arbitragem em pênalti marcado a favor do Avaí | foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O Goiás chegou há sete partidas sem vencer na temporada, a última sendo ainda pelo Campeonato Goiano. Com Jair Ventura no comando apenas há três jogos, o mesmo também ainda não venceu, contabilizando um empate e duas derrotas.

A última derrota, justamente na noite desta segunda-feira (25), quando perdeu para o Avaí por 3 a 2, na Ressacada. Um jogo marcado por polêmicas e quatro pênaltis assinalados pela arbitragem, sendo o do Avaí tendo acontecido de fora da área. O Goiás chegou a estar perdendo por três gols de diferença com um jogador a mais e acabou diminuindo o placar no final do jogo.

“Olha, a gente buscou o gol e lógico que se eles não tivéssemos tomado gols com eles com um jogador a menos, a gente não seria cobrado. Na nossa vida é assim sempre, cobrados quando os resultados não acontecem e temos que ser cobrar quando um pênalti é marcado fora (da área), no caso o nosso que foi fora e ele deu pênalti. Então assim, mesmo com isso, com um jogador a mais, a nossa equipe buscou e acabamos terminando por conta de duas lesões, a equipe do Goiás com um jogador a menos. Com certeza nos dificulto, acabamos conseguindo nossos gols, pressionando o adversário. Tenho onze dias de clube, nenhuma semana de treino, três jogos em onze dias e cinco lesões, então, o que fica difícil cada vez mais, são as perdas que a gente tem na competição e por conta da Copa do Brasil, fica cada vez mais enxuto”, ressaltou Jair Ventura.

O time esmeraldino melhorou na partida após a entrada do meia Élvis. O jogador ainda não atuou como titular no time do treinador Jair Ventura, entrando no decorrer das últimas duas partidas. Em pergunta do repórter José Roberto Silva, da CBN, sobre o ausência do meia nos onze iniciais, o técnico foi bastante direto.

“Trabalho muito com diversidade ne. Respeito sua opinião por todos os jogadores, mas quem é o treinador aqui sou eu, enquanto aqui eu estiver, vou escalar os jogadores que forem melhores para o Goiás. A gente tem que respeitar a opinião de todos como eu respeito a sua, mas segundo, que não vou te falar a equipe, a gente tem um tempo para recuperar, mas enquanto eu estiver aqui no Goiás, quem vai escalar sou eu”, concluiu o técnico esmeraldino.

A equipe volta a campo já neste próximo sábado (30), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, quando enfrentam o Atlético Mineiro, às 18h30, no estádio Hailé Pinheiro.

Confira a coletiva completa do treinador após a derrota para o Avaí por 3 a 2, no canal oficial do Goiás:

Compartilhe: