Para Higo Magalhães, Vila Nova deixa a Copa do Brasil de cabeça erguida

Postado em: 12-05-2022 às 18h24
Por: Breno Modesto
Mesmo com a eliminação, o treinador colorado reconheceu o bom desempenho de seus atletas | Foto: Roberto Corrêa/Vila Nova FC

Na última quarta-feira (11), o Vila Nova foi eliminado da Copa do Brasil. Jogando no Estádio Serra Dourada, que reabriu suas portas depois de mais de dois anos sem receber uma partida oficial, o time comandado pelo técnico Higo Magalhães acabou sendo derrotado novamente pelo Fluminense. Desta vez, por 2 a 0.

Apesar da eliminação na Terceira Fase da competição nacional, o comandante colorado diz que o Tigre deixa o torneio de cabeça erguida. No entendimento de Higo Magalhães, seus comandados fizeram um bom jogo fora de casa, mas o Tricolor Carioca é uma equipe que possui alguns jogadores que são decisivos e aparecem nos momentos cruciais de jogos eliminatórios, como esses pela Copa do Brasil, onde brilharam as estrelas dos grandes nomes do elenco dos visitantes, como o atacante argentino Germán Cano, que marcou o primeiro dos dois gols do Fluminense.

“Eu acredito que sim. No jogo lá no Rio de Janeiro, nós produzimos muitas coisas positivas. Mas o Fluminense ganhou por ter vários jogadores que são decisivos nos momentos cruciais dos jogos. E também houve lances de interferência (da arbitragem) no resultado. Aqui (em Goiânia), estávamos com a intenção de, no mínimo, terminar o primeiro tempo em igualdade. Porque, com certeza, a atmosfera do nosso torcedor faria muita diferença. Mas, mais uma vez, eles foram felizes nessa situação de ter um jogador “especial”, como é um centroavante, que precisa apenas de uma bola para definir o jogo”, disse Higo Magalhães.

Além disso, Higo também comentou sobre os atletas experientes do Tricolor, que, desde quando o time carioca abriu o marcador, ainda no primeiro tempo, passaram a tentar cadenciar o confronto, para diminuir o ímpeto do Colorado, que pressionava em busca do empate.

“Eles tiveram a vantagem do 1 a 0 e mais a vantagem que conseguiram no Maracanã. Com certeza, isso acaba favorecendo bastante em um confronto eliminatório. E eles também possuem jogadores experientes, que cadenciam o jogo. Desde o primeiro tempo, nós percebemos que eles estavam tentando diminuir nosso ímpeto, principalmente para “amarrar” o jogo, para travar o jogo e não deixar com que ele ficasse acelerado. E, com isso, fomos ficando nervosos e as coisas foram desorganizando. Aí, eles tiveram a felicidade de matar (a partida)”, comentou Higo.

Com a queda na Copa do Brasil, o Vila Nova volta seu foco totalmente para a Série B do Campeonato Brasileiro, onde joga no próximo sábado (14). Fora de casa, o Tigre encara o Sampaio Corrêa. A partida acontecerá às 18h30, no Estádio Castelão, na cidade de São Luís, no Maranhão.

Compartilhe: