Antonio Accioly pode se tornar o trunfo do Atlético para 2020

Estádio vai passar por reformas e deve ficar à disposição apenas para o Brasileiro Série A e uma possível fase mais avançada da Copa do Brasil - Foto: ACG

Postado em: 07-01-2020 às 18h35
Por: Raphael Bezerra
Estádio vai passar por reformas e deve ficar à disposição apenas para o Brasileiro Série A e uma possível fase mais avançada da Copa do Brasil - Foto: ACG

Felipe André

A temporada de 2020 já começou para o Atlético Goianiense. O
elenco que até o momento conta com 22 jogadores, além do jovem Odair que não
foi para a Copa São Paulo, treina diariamente em dois períodos nesta semana,
terá pela frente o Campeonato Goiano, a Copa do Brasil e a principal meta, que
será a de garantir a sua permanência na Série A para 2021. Pensando nos
desafios, o clube tem um trunfo: o estádio Antonio Accioly.

O “Castelo do Dragão” como é chamado pelos torcedores irá
passar por uma reforma, visando a disputa do Brasileirão. O projeto está sendo
revisto e a maior dúvida é se a capacidade será aumentada para 13 mil ou para
15 mil pessoas, o que demandaria que a criação dos “anéis laterais”, e que
“fecharia” o estádio, sem deixar espaço de um setor para o outro.

Continua após a publicidade

O clube tem a intenção de mandar todos os jogos do
Campeonato Goiano no estádio Olímpico, durante as obras. Porém, com a
indefinição no projeto, o rubro-negro pode fazer a sua primeira partida oficial
como mandante no Accioly, contra o Goiânia, no dia 26 de janeiro, às 16h
(horário de Brasília).

A certeza para o início dessa pré-temporada fica por conta
do amistoso, ainda sem adversário definido, que será realizado no Accioly. O
clube planeja mais um ou dois jogos-treinos, para ser realizado no CT do
Dragão, no setor Urias Magalhães e com alta possibilidade de ser fechado para o
público.

“O Atlético no ano passado sempre que teve o apoio do
torcedor nunca fez feio, nunca decepcionou. Na Série A vai ser realmente um
“mini caldeirão”, acredito que a torcida vai comparecer em peso e vai nos
empurrar para conquistar as vitórias no campeonato”, afirmou o lateral-direito
Reginaldo.

Copa do Brasil

Com o primeiro adversário definido, o União Rondonópolis, mas
se uma data estabelecida, o Atlético Goianiense valoriza e muito a Copa do
Brasil. O torneio que atrai os clubes pelo fator financeiro, será prioridade em
relação ao Campeonato Goiano, conforme o presidente Adson Batista já havia
confirmado.

A primeira fase será em jogo único, com o time pior colocado
no ranking atuando como mandante e o visitante jogando pelo empate. O sorteio
desta quinta-feira dividiu a equipe em chaves, definindo o caminho das equipes
até a terceira fase, quando começam os duelos em dois jogos. A partir das
oitavas, quando entrarão os times da Libertadores, haverá sorteios para definir
os confrontos.

“Temos que ter um foco diferente na Copa do Brasil, até por
conta da situação financeira. A Copa do Brasil hoje está ajudando muitas
equipes no termo financeiro, então nosso foco está nela, mas não podemos deixar
o Campeonato Goiano de lado, o elenco está sendo formado justamente para entrar
bem nas duas”, ressaltou Reginaldo.

O atleta que tem contrato com o Athletico Paranaense,
renovou o empréstimo com a equipe goiano até o fim desta temporada. Além de
Reginaldo, o lateral-esquerdo Nicolas fez o mesmo caminho.

Reginaldo destacou o calendário do Atlético e a
possibilidade de atuar, mesmo que seja como ponta como aconteceu em 2019, e a
maneira como foi acolhido para permanecer nesta temporada.

“Será um ano em que a exigência vai ser
altíssima, estamos voltando para a Série A onde o nível de investimento
financeiro é desigual, mas estamos muito confiantes. O Adson [Batista] está
montando uma equipe muito forte e esperamos conseguir nos adaptar bem com o
treinador e fazer um grande ano”, destacou Reginaldo. 

Veja Também