Após 20 anos em um casamento abusivo, mulher comemora divórcio com placa e vestido novo

Postado em: 29-11-2021 às 10h33
Por: Ícaro Gonçalves
O divórcio foi o fim de um casamento de 20 anos no qual a telefonista era desrespeitada e ofendida | Fotos: Reprodução/ Redes sociais

A telefonista Aracélia Aguiar, de 44 anos, fez uma comemoração em grande estilo no último sábado (27/11) em Senador Canedo, com direito a vestido de gala e placas festivas. O motivo do festejo foi a conclusão de seu divórcio. Aracélia conta que passou 20 anos casada em meio a uma relação abusiva, na qual era proibida de estudar e trabalhar, e que precisou juntar forças para finalmente terminar com os abusos.

“Sou uma nova mulher, não sou o que eu era mais. O divórcio foi um presente divino, um prêmio. Ele (seu ex-marido) queria que eu vivesse só para ele e tinha medo que eu eu virasse a mulher que me tornei: Independente”, contou a telefonista em entrevista.

Imagens de sua comemoração viralizaram pelas redes sociais. Ela foi até a porta do Fórum de Goiânia com um vestido longo escolhido especialmente para a comemoração. Já nas ruas de Senador Canedo, onde mora, festejou de carro segurando uma placa com os dizeres: “Enfim… Divorciada!”.

A respeito do ex-marido, Arácelia conta que era submetida constantemente a ofensas e ameaças. “Ele dizia que eu era burra e que não ia conseguir as coisas, duvidava de mim. Dizia que era chique demais usar acessórios e me perguntava: ‘Você acha que você é alguém?’. Eu só podia usar saia e blusa de manga. Ele não me deixava trabalhar, nem estudar”, comentou.

O divórcio foi a conclusão de sua separação, ou como Aracélia conta, de sua libertação. Desde que se afastou de seu ex, a telefonista já conseguiu diferentes trabalhos, terminou o ensino médio e tirou carteira de motorista.

Casos de libertação

Em julho deste ano, outro caso parecido também viralizou nas redes sociais. A professora Daiana Francisca de Almeida, de 37 anos, mandou colocar uma faixa em seu carro com a frase: “Enfim, divorciada”, com objetivo de comemorar a separação do ex-marido, em Luziânia.

A conquista ocorreu sete anos após sair de casa e depois de um ano tentando o registro de divórcio em cartório. “Me libertei. Fiz essa faixa para comemorar depois de tanto tempo, depois de ter passado por tanta coisa em um relacionamento abusivo”, afirmou na época.

Compartilhe: