17 de outubro de 2017 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Adaptações
03/08/2017 | 08h50
Conheça os segredos para uma pele bonita e saudável durante e após a gravidez
Com hidratação, atividades físicas e boa alimentação, é possível passar longe de estrias, inchaço e flacidez

A gravidez é uma das fases mais importantes da vida da mulher. São nove meses marcados por grandes transformações, que incluem uma série de adaptações físicas e hormonais – tudo isso para que o organismo feminino seja capaz de gerar uma nova vida. Mas essas mudanças também podem trazer efeitos indesejados  e muitas vezes, permanentes como estrias e flacidez, além de inchaço nas pernas e pés. Para passar a gestação livre desses problemas, é importante que a mamãe dedique atenção especial à sua pele.

“As transformações hormonais são radicais na gravidez. O estrogênio e a progesterona, por exemplo, têm sua concentração aumentada dezenas de vezes no organismo, deixando a pele mais propensa a essas mudanças”, pontua o ginecologista e obstetra Eliano Pellini, professor da Faculdade de Medicina do ABC. Para driblar as temidas estrias, aliviar a sensação de inchaço e evitar a flacidez, comum no período pós-parto, o melhor caminho é o da prevenção. Isso inclui uma rotina de atividades físicas leves, alimentação balanceada e, claro, uma hidratação especial da pele.

Estrias, aqui não!

Essas vilãs estão entre as maiores preocupações das gestantes quando se fala de pele. E não é para menos: elas aparecem em até 90% das mulheres durante a gravidez, principalmente perto da 25ª semana de gestação, quando o útero chega a quadriplicar de tamanho. “As estrias aparecem com o crescimento da barriga, devido ao estiramento da pele, que rompe as fibras de colágeno. Mas essas marcas indesejadas também podem surgir nas coxas, culotes, seios e parte interna das pernas”, explica a dermatologista Marisa Gonzaga da Cunha, professora do curso de pós-graduação da Faculdade de Medicina do ABC e do Hospital Israelita Albert Einstein.

Para evitá-las, é preciso hidratar diariamente as regiões críticas, com loções específicas para gestantes. O hábito, adotado logo nas primeiras semanas de gravidez, dá mais elasticidade à pele. Beber bastante água, para manter a boa hidratação do organismo, também é importante. “Além disso, um dos principais segredos é ganhar peso gradualmente. O ideal é que a gestante engorde até 350g por semana, não só para proteger a pele, mas também para garantir a própria saúde e a do bebê”, indica Pellini. Vale lembrar, ainda, que a fragilidade muscular típica do sedentarismo e o estresse atraem estrias. Por isso, praticar uma atividade que exercite o corpo e relaxe a mente também pode ser uma carta na manga.

Alívio para pernas e pés

O aumento da progesterona, que protege a mulher do parto prematuro, também eleva a retenção de líquidos, causando um inchaço natural dessa fase. Com o avanço da gravidez e compressão de veias importantes pelo bebê, o desconforto pode se intensificar, gerando formigamento e sensação de peso nas pernas e pés. “O inchaço costuma ser maior no último trimestre da gestação, mas, se há predisposição para varizes, pode surgir desde o início do segundo trimestre”, diz a dermatologista.

Para aliviar o problema, indica-se meias elásticas de média compressão. No trabalho, é importante evitar longos períodos sentada. “Recomenda-se que a mulher faça curtas caminhadas ao longo do dia, para estimular a circulação”, indica Pellini. Outra dica é o uso de loções específicas para pernas e pés durante a gestação. “O produto deve ser aplicado na gestante deitada, com as pernas elevadas. Fazer uma massagem no sentido dos pés para a panturrilha ajuda a drenar os líquidos e aliviar o incômodo”, afirma. Exercícios leves, como a hidroginástica, também são bem-vindos para prevenir e combater o problema.

Longe da flacidez

Um dos hormônios produzidos durante a gravidez é a relaxina, responsável por aumentar a elasticidade das articulações e tecidos, preparando o organismo para o parto. “Mas isso também pode causar o relaxamento da pele, aumentando as chances de flacidez, principalmente após o nascimento do bebê”, explica Pellini. Para estimular a recuperação da pele nesse período, indica-se o uso de loções pós-parto, que podem ser introduzidas logo nas últimas semanas de gestação.

Outro ponto importante é a prática de exercícios de baixo impacto, como ioga, hidroginástica e pilates, que ajudam a fortalecer os músculos durante a gravidez. Aliada a isso, a alimentação balanceada também desempenha papel essencial. “É importante que a mãe consuma a quantidade suficiente de proteínas. Caso contrário, o bebê poderá retirar o nutriente dos músculos da gestante, aumentando as chances de flacidez”, diz Pellini. Assim, é preciso ter no prato alimentos como carnes, ovos, peixes e frango, dentre outras fontes proteicas. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)