20 de outubro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Pesquisa
25/03/2018 | 18h30
34% das mulheres que utilizam ônibus sofrem assédio sexual
Levantamento também indicou avaliação negativa de aspectos como pontualidade e limpeza dos ônibus

Pesquisa revela que 34% das mulheres que usam transporte público em Goiânia sofreram assédio sexual

No mês de março, que foi escolhido para a comemoração do Dia Internacional da Mulher, reforça-se a importância do combate às mais diversas desigualdades e abusos que as mulheres sofrem constantemente. Ao revelar dados alarmantes sobre o assédio sexual no transporte público em Goiânia, uma pesquisa feita pela Grupom Consultoria e Pesquisas comprovou que as mulheres são a maioria das vítimas desse tipo de crime. 

A cada quatro usuários do transporte coletivo, um já sofreu assédio sexual. O índice é ainda maior entre as mulheres: 34% das entrevistadas já foram vítimas desse delito. Entre os homens, o índice é de 7%. O levantamento aponta ainda que 66,1% disseram conhecer alguém que já foi vítima desse crime enquanto estava esperando o ônibus ou já dentro do transporte público. 

Outro dado que se destaca é que sete em cada dez passageiros do transporte coletivo já foram vítimas ou conhecem uma vítima de assédio sexual. A pesquisa intitulada “Avaliação do Transporte Público” também revelou que 18,9% dos usuários sofreram assédio e têm conhecimento de outro caso semelhante. 

Insatisfação

A Grupom Consultoria e Pesquisas também questionou os entrevistados sobre outros pontos relacionados ao transporte coletivo em Goiânia, revelando a insatisfação dos usuários com o serviço prestado. 40,9% deram nota 1 no quesito satisfação geral com o transporte público, numa escala que vai de 1 a 10. Apenas 0,2% atribuiu nota 10 nesse quesito. 

A nota média que os entrevistados deram para a satisfação com o transporte público foi de 3,3. A pontualidade dos ônibus goianienses foi avaliada pelos usuários como um dos aspectos mais insatisfatórios. Para 77,5% dos entrevistados, a pontualidade é péssima ou ruim. 4% consideram a pontualidade como regular e 18,5%, como boa ou ótima. 

A limpeza dos ônibus que circulam em Goiânia também se destacou negativamente, sendo classificada como péssima ou ruim por 74,9% dos usuários. Para 5,4%, a limpeza desses veículos é regular, e para 19,7%, ela é boa ou ótima. 

Perfil dos usuários

Quanto aos passageiros do transporte coletivo, o levantamento revelou que as mulheres utilizam mais o transporte público do que os homens, que costumam usar mais outros meios de transporte. Entre os entrevistados, 63,6% são mulheres e 36,4% são homens. 

Além disso, mais de 75% dos entrevistados residem em Goiânia, sendo o restante da Região Metropolitana de Goiânia. Dessa forma, a pesquisa apontou que o sistema de transporte público de Goiânia é utilizado também por moradores das cidades da Região Metropolitana, que buscam a integração de seus municípios com a capital do estado.

A média de idade dos usuários entrevistados é de 40,3 anos. Quanto ao grau de instrução, 25% têm o primário/1º grau, 54% possuem o 2º grau, e 21% têm o 3º grau. Do total de entrevistados, 67% estão trabalhando, enquanto 18,5% estão desempregados e 14,5% não exercem nenhum ofício. 

Sobre a pesquisa

A pesquisa “Avaliação do Transporte Público” foi realizada pela Grupom Consultoria e Pesquisas entre os dias 14 e 16 de fevereiro de 2018. Foram feitas 329 entrevistas por telefone com moradores de Goiânia e da Região Metropolitana de Goiânia, sendo homens e mulheres entre 16 e 70 anos de idade.  

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)